Tema: Os Desafios da Gestão Escolar no Âmbito do Actual Sistema de Ensino. No dia 26 de abril de 2018, no Anfiteatro do I.S.P.Maravilha decorreu das 15h00 às 18h00, a 11ª edição do Otchoto Universitário. A actvidade teve como tema: Os Desafios da Gestão escolar no âmbito do actual sistema de ensino. Estiveram na mesa de presidium, o representante do SINPROF Dr. Armando, a Directora da Escola Luís Gomes Sambo Drª. Teresinha Hernesto, Dr. Manuel Francisco Dombe, Director da Escola Branca (Casseque), e foi Moderador da actividade, o Dr. Victorino Roque e Mestre de Cerimónia o Dr. Sergio Chipalanga. O debate começou com a intervenção da Drª. Teresinha Hernesto, que falou da forma como os gestores Escolares têm feito a gestão dos recursos escolares disponíveis para formação do aluno, deu sequencia o Dr. Manuel Francisco Dombe, que começou falando das condições em que são formados os alunos (de baixo de arvores e sentados em bancos), que é umas das causas do baixo aproveitamento dos mesmos. Por último o Dr. Armando, falou que o bom aproveitamento do aluno não tem só a ver com a qualidade do local onde os alunos assistem as aulas, mais sim, também com a qualidade dos próprios Professores, e esta qualidade só existirá se os Professores terem melhores condições de trabalho. Seguidamente, a Drª. Teresinha Hernesto disse que o facto do aluno estiver numa classe de transição automática não significa que o mesmo não reprove, facto é que muitos pais não entendem e leva-os a não fazerem o devido acompanhamento dos alunos. O Dr. Armando, disse que o sistema da reforma não é o mais indicado para o nosso país, uma vez que muitos países já desistiram deste sistema e as nossas infra-estruturas não estão capacitadas para o sistema da reforma, ou seja poucas escolas para muitos alunos, isto tem deixado muitas crianças fora do sistema de ensino de base. O Dr. Manuel Francisco Dombe, disse que as deficiências que a reforma educativa traz, não é a razão pela qual deve-se eliminar o mesmo do ensino angolano, o que se deve fazer é capacitar os professores e adoptar meios eficazes para melhora-lo. Na fase das intervenções, participaram quatro estudantes que fizeram varias questões e deram os seus contributos. Uma estudante frisou que, no que toca a greve dos Professores, os Directores deveriam ser mais solidários, uma vez que a reenvindicação é para o bem de todos. Outro Estudante procurou saber dos convidados, o porquê de existirem Professores não capacitados, uma vez que os mesmos são formados numa escola de formação de Professores I.N.N.E. Por ultimo, outro estudante pediu que os palestrantes fizessem uma análise, dos objectivos almejados pelo Estado com a implementação da reforma educativa. A Drª. Teresinha Hernesto, respondeu dizendo que as barreiras encontradas pelos Professores quando pensão em formar-se, não são o Gestores escolares que criam, pois os Gestores escolares apóiam os mesmos desde que sigam todos os passos estabelecidos pelas normas. O Director da escola do Casseque fez das palavras da Drª. Teresinha Hernesto, as suas, uma vez que é do interesse dos Gestores ter Professores capacitados e dotados de conhecimentos. Já o representante do SINPROF, Dr. Armando disse que são frequentes os impedimentos por parte de alguns Gestores no que toca autorizar alguns Professores para formarem-se. A Drª. Teresinha Hernesto, justificou a questão da fraca capacitação dos Professores, dizendo que ela não é a pessoa indicada para responder esta questão, o orgão indicado é o Ministério da Educação. A actividade terminou as 17h48m. Os convidados agradeceram a forma como os participantes expuseram as questões, por ultimo o Moderador agradeceu a presença de todos e deixou a promessa de outra edição do Otchoto brevemente…

Leave a Comment